domingo, 3 de novembro de 2013

SEW ALL 26 . I IS FOR INES

Há umas semanas fui contactada pela Katy do blog No Big Dill para participar na sua série Sew All 26. Como tinha que escolher uma letra do alfabeto e depois costurar algo alusivo a essa letra escolhi a letra T, a primeira letra do nome da minha filha Teresa e também uma letra que daria pano para mangas no que diz respeito a termos de costura (em inglês: Top, Trousers, Turquoise,…)

A few weeks ago I received an email from Katy (she blogs at No Big Dill and I’m sure you know her and her great work) inviting me to be part of her series Sew All 26. I had to pick a letter of the alphabet and then sew something inspired by this letter. I end up choosing the letter T, as it is the first letter on my oldest daughter name, Teresa, and also because there are lots of sewing terms with it: Top, Trousers, Turquoise, ...


Depois achei que a Inês, a minha filha mais nova, também deveria ter direito a uma peça de roupa inspirada na primeira letra do seu nome. Mas nunca pensei que a costura (mais uma vez, em inglês) tivesse tão poucas palavras começadas por I… Puxei pela cabeça, procurei na net, em livros e nada!
Entretanto lembrei-me que Inkodye, uma tinta que reage à luz e dá resultados incríveis, começa com I. Mas essa tinta não se consegue arranjar em Portugal… Daí lembrei-me de tingir… Daí surgiu Índigo, um dos meus pigmentos naturais preferidos!  

Then I thought I should also sew something for Ines, my youngest daughter, inspired on her name’s first letter. But I never thought there would be so few sewing terms starting with an I... I searched all over the place (internet, books, inside my brain,...) and found nothing!I had to go for something else. I remembered that Inkodye, light-sensitive vat dye for natural fibers, starts with I. But I couldn’t buy it in Portugal... Then I thought that dyeing fabric with Indigo (yeah, that’s an I!) was something I wanted to do for a long time, so I had my problem solved!

Infelizmente não usei pigmento natural porque é, mais uma vez, impossível de encontrar em Portugal e porque, segundo consegui saber, é um dos pigmentos mais difíceis de usar. Usei pigmento sintético da Dylon que se encontra facilmente nas drogarias.
Como esta foi a minha primeira experiencia a tingir tecido optei por fazer algo bem simples e assim ter (quase) a certeza que tudo iria correr bem. Fiz uma saia para a Inês em veludo cotelê branco muito fininho, com uma barra tingida com azul índigo e um forro também tingido com um tom diferente da mesma cor.

Unfortunately, I didn’t go for the natural pigment because, once again it is impossible to find in Portugal, and also because it seems to be one of the hardest pigments to work with. Instead, I bought a sachet of dark blue synthetic pigment from Dylon at my local drugstore.
As this was my first experience dyeing fabric I chose to make something super simple so I would be (almost) sure that everything would go smoothly. I made a basic twirl skirt for Ines in light weight white corduroy with an Indigo dyed hem line. Since the corduroy fabric was slightly transparent, I added a lining skirt in a slightly lighter shade of Indigo.



Tingi o tecido do forro antes de o começar a costurar mas a barra da saia ganhou cor quando esta já estava meia feita (tinha a costura lateral e a bainha já terminadas).
Gosto imenso do efeito da tinta na barra da saia! Gosto do degradê da cor e de esta ter “subido” ao longo das riscas do veludo cotelê de forma não muito homogénea.
Adorei tingir tecido e tenho a certeza que o irei fazer mais vezes. Talvez da próxima com pigmentos naturais…

The fabric for the lining skirt was dyed before I started sewing it but I only made the indigo hem line on the corduroy outer skirt after sewing the side seam and hem.
I really like the Indigo hombre effect on the outer skirt hem!
The way the color “climbed” the corduroy stripes is really nice, I think.
I loved the experience of dyeing fabric and I am sure I will do it more often. Maybe next time I’ll try natural pigments...


 
 

15 comentários:

  1. This is such a lovely skirt! The way the dye "climbed" the fabric is so subtle and sophisticated at the same time - love it. T seems so far away now!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thank you Amy!
      Yes, we will have to wait a couple of months for T. But I'm already working on a great outfit for Teresa inspired by her name's first letter...

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Ficou muito bem, Marta!
    Acho que a técnica é mesmo super complicada e são necessárias várias tentativas até se conseguir acertar no tom certo. A saia ficou muito gira e o efeito de degradê dá-lhe um toque super original!
    imagino que o T seja mais facil, mas mal posso esperar para ver o que vais fazer :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Sofia! Estou preocupada com o comportamento das cores durante a lavagem... Só espero que corra bem!

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Thank you Suz! I am so glad you liked Ines' skirt!

      Eliminar
  5. A really unique skirt!
    Ines, from Germany and a "little bit" older than your Ines :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thank you Ines!
      I can't believe this is such and international name...

      Eliminar
  6. I love how this turned out! such a great detail for a simple and sweet skirt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thank you Tara! Dyeing is such a great way to add nice details... I shall do it more often!

      Eliminar
  7. aw, i love this! and Indigo is my oldest's daughter's name. :)

    ResponderEliminar